Pitaias a banda composta por seis mulheres, que se compara ao fruto exótico e doce, traz o empoderamento feminino em suas composições

A banda paulistana Pitaias, nascida em 2016 é formada por seis incríveis mulheres: Bê Mantoani (Baixo), Luísa Mantoani (Saxofone e efeitos), Mag Magrela (Vocal), Norma Odara (Vocal), Natália Ferlin (Guitarra) e Pri Norat (Bateria e percussão).

Logo de cara o que nos chama mais a atenção é a escolha do nome da banda, pitaias, são os frutos nascido de algumas espécies de cacto, conhecidas também como “fruta escamosa” e “fruta-dragão”, elas são em geral coloridas e doces. E dessa forma que podemos comparar o som dessas mulheres maravilhosas: exótico, doce e surpreendente.

Com influência nos ritmos brasileiros, como o samba, samba-rock e mpb, suas composições trazem posicionamentos e questionamentos femininos. Com um som envolvente e dançante, é impossível não se apaixonar pelo trabalho delas.

Recentemente, elas postaram em sua página do Facebook, um vídeo feito pelo Coletivo A Porta Maldita, como elas mesmas descrevem, o vídeo é do ano passado e muita coisa já mudou, musicalmente falando.

Um sambinha bem gostosinho de ouvir e dançar, e com uma letra maravilhosa:

M i n h a v e r s ã o

” A coisa não tá certa, senhor!
Minha pequena moléstia vazou
E agora vou contar minha versão
Olhar pra mulher dos outros,
não dá não

Na verdade a mulher não é de ninguém!
Onde ela quiser ir e ficar também
O interesse mudou de lugar
Respeito na entrada
ao chegar”

Além de “Minha versão”, elas lançaram em novembro de 2016 o single “Café Passado”, disponível pelo soundcloud:

As Pitaias participaram do Ladies Rock Camp Brasil desse ano ano, o projeto é a versão adulta do Girls Rock Camp Brasil, que comentamos aqui. O Ladies Rock possui o mesmo objetivo, porém, como o próprio nome sugere é voltado para mulheres adultas.

“Pitaias se encontram em fase de pré-produção de seu EP, que será gravado via Convocatória LAB MIS Estúdio de Som de 2017, na qual foram selecionadas para gravar as 4 faixas. O lançamento está previsto para o final de 2017.” (informação da página no facebook).

 

Pacóvios:Cultura independente de tudo.