Mulamba é o sexteto que dá voz as mulheres silenciadas pela violência, através da leitura poética de suas músicas.

Com instrumentos de cordas, percussão, um estigma e seis mulheres. A banda que já traz em seu nome um convite a reflexão e desconstrução de ideias machistas e preconceituosas: Mulamba – segundo o dicionário popular significa: pessoa desleixada, desarrumada, mal cheirosa que sai de casa toda esculhambada, ou seja, uma mulamba.

Expressão que logo nos remete aos velhos discursos:

Mulher que se preza não sai de casa sem um batom”

“Mulher tem que andar arrumada, senão não arruma um bom marido”.

Em sua composição estão: Amanda Pacífico (Voz), Cacau de Sá (Voz), Caro Pisco (Bateria), Fer Koppe (Cello), Naíra Debértolis (Baixo) e Nat Fragoso (Guitarra).
Com canções que estão entre a MPB e o Rock, essas mulheres trazem à tona, dentro de um contexto poético mas não menos sofrido, a triste realidade de tantas mulheres.
As curitibanas têm influências de nomes como Gal Costa, Rita Lee e Elza Soares, grandes nomes da musica brasileira, e também grandes mulheres com historias de vida marcadas pela fúria do machismo.

Apesar das inspirações, o som da Mulamba possui uma essência única, com letras impactantes e talvez até um pouco intimidadoras, deixando a flor da pele as sensações vividas pelas mulheres violentadas.

É impossível ouvir a canção P.U.T.A e não se arrepiar, não se emocionar e muito menos não se identificar, como nos trechos abaixo:

“Ontem desci no ponto ao meio dia / Contramão me parecia / Na cabeça a mesma reza / Deus, que não seja hoje o meu dia.”

“Eu às vezes mudo o meu caminho / Quando vejo que um homem vem em minha direção / Não sei se vem de rosa ou espinho / Se é um tapa ou carinho / O bendito ou agressão”

Infelizmente essa não é apenas a letra de uma música e sim a realidade que nós mulheres vivemos no nosso dia a dia, e por vezes a violência acontece dentro de casa.

E o que essas seis mulheres fizeram e fazem é dar voz á tantas outras que são silenciadas constantemente.

Foto: Luciano Meirelles

A banda se apresentará nesse fim de semana no Sesc Santana na Mostra De|Generadas – Projeto concebido para a discussão do feminismo.
Onde: SESC Santana – Deck do Jardim
Horário: 19h
Entrada gratuita

Acompanhe a banda:
Site
Facebook

Pacóvios: Cultura independente de tudo