A representatividade e empoderamento da cantora Luedji Luna que faz de suas canções verdadeiras orações.

Cantora, compositora, curadeira, cofundadora do PALAVRA PRETA, mostra que reúne compositoras e poetas pretas de todo o Brasil, cuja primeira edição ocorreu em sua cidade natal – Salvador.

Luedji Luna é uma das artistas mais incríveis que tive o prazer de ouvir nesses últimos meses, seu trabalho vem com uma proposta tão pura, linda e digna de todo o reconhecimento. Totalmente autoral suas canções falam sobre suas origens, seus ancestrais, sobre ser mulher e sobre ser negra.

Elementos da música africana, da MPB e influências de reggae – ao tom de uma voz ímpar, a cada faixa a emoção é real e verdadeira, a identificação com as músicas acontece de uma forma tão natural, que não há tempo de pensar nos muros de preconceito que a sociedade criou, e logo as histórias ali contadas, passam a ser um pouco nossa também. 

O encantamento e entrega de Luedji é tão forte e intenso, que suas canções se tornam verdadeiras orações que nos levam a um encontro espiritual em uma outra atmosfera, respirando a paz e o amor.

Esse ano a cantora concorre ao Prêmio Caymmi nas categorias melhor show realizado no Teatro Gamboa Nova em Salvador, melhor música com letra com o single “Um Corpo no Mundo”, e melhor clipe com a mesma canção, direção de Joyce Prado da Oxalá produções.

O single “Um Corpo no Mundo” é também o abre alas para a campanha no CATARSE. O projeto é para a gravação do primeiro disco da cantora, que leva o nome do single e terá 10 canções autorais.

Particularmente, e com todo o respeito aos demais artistas, mas essa é uma das campanhas mais lindas que já vi. Confira o vídeo da campanha:


Acompanhe Luedji Luna nas redes sociais:
Facebook
SoundCloud
Youtube
Instagram

 

Pacóvios: Cultura independente de tudo.