Gravado em Jandira, produzido, mixado e masterizado por Theuzitz, o “CAOSINSAMPA” traz um conceito estético que vai além do “só ouvir”.

Por: Luiz Picanço.

Diaz é o nome do projeto solo do músico paulistano Rodrigo Dias que compõe desde sua pré adolescência. Aos 18 anos o músico, que já havia participado de algumas bandas (atualmente sendo vocal da banda Kobaia Rock) decide se lançar em carreira solo visando um trabalho mais subjetivo e sincero, criando assim o CAOSINSAMPA que vem cheio de sensações, críticas ao convívio social e relatos da vida do compositor em uma atmosfera totalmente irregular e plural na tentativa de reproduzir a diversidade que se encontra na cidade de São Paulo, que, como o nome do álbum já aponta, é o cenário que deu vida a esse trabalho.

O compacto não se apega a um estilo musical propriamente dito, pois em 5 faixas encontramos influências de música experimental, MPB, rock, jazz e mais diversos gêneros com um toque lo-fi garantido pela produção do músico e compositor Theuzitz, enfatizando as mil faces da cidade cinza.

Foto: Lilian Dias

Foto: Lilian Dias

Um trabalho cuidadoso em suas variadas imperfeições, simples a de letras leves que deixam no ar algumas questões sobre nossas relações com as pessoas que nos cercam, como na faixa “Carne Viva”, por exemplo.

“Essa clima de montanha russa é feito pra confundir mesmo as emoções, sem saber exatamente o que vem depois. Tudo aqui é super irregular, uma hora você está lá em cima e de repente não está mais e eu mesmo não ouço uma só coisa, nem sempre nós somos as mesma pessoas, então não vi muito sentido em fazer uma coisa muito linear porque isso não seria bem o ‘caos de sampa’ que eu tentei expor” disse o artista quando questionado sobre a estrutura do disco.

Ouça Diaz!  Baixe o EP “CAOSINSAMPA” pelo mediafire, ou ouça no YouTube: