Olá a todos, estamos de volta.

Sete é um numero divino e sete é o numero da nossa edição do Mangás da Semana, hoje vamos falar de outro mangá e animação que algumas pessoas devem conhecer, estou falando de outro sucesso da década de 60, estou falando de Cyborg 009!

Cyborg 009

Cyborg é um mangá de ficção cientifica, ação, aventura e drama, criado por Shotaro Ishinomori, grande nome quando se diz respeito à mangás e tokusatsus (voltaremos a falar sobre ele no futuro).

Shotaro Ishinomori Shotaro Ishinomori

Ao contrário das outras séries que já passaram por aqui, 009 circulou por diversas revistas e editoras ao longo dos anos. Nas revistas como Akita Shoten, Kodansha, Shogagukan, Shueshia e Tokyopop e entre as revistas, Monthly Shonen King, Weekly Shonen Magazine, Monthly Shonen Jump, COM, Weekly Shonen Sunday, Weekly Shonen Big Comic, SF Animedia, Shojo Comic e Monthly Comic Nora (poxa, muitas mesmo rsrs). Tudo isso entre os anos de 1964 e 1981 com o total de 36 volumes.

cy (6) cy (1)

Algumas Capas do Mangá

Cyborg 009 veio para o Ocidente e foi traduzida do japonês para o inglês pela Tokyopop. Porém não ouve até hoje nenhuma intenção de trazer o mangá aqui para o Brasil, mesmo com que suas adaptações para TV tenham sido exibidas por aqui durante um bom tempo.

Após o sucesso do mangá na década de 60, Cyborg ao contrário das outras obras de seu tempo, ganhou sua primeira adaptação do mangá em um filme, datado do ano de 1966 o filme intitulado “Cyborg 009” com direção Yugo Serikawa, foi ao ar. E como se não bastasse no ano seguinte Shotaro lança o segundo filme da série, “Cyborg 009: Kaijuu Sensou (Monster War)”. Ambos produzidos pela Toei.

Após isso, 009 ganhou espaço para ir direto para a televisão japonesa. Foi então que criado pelo estúdio Toei Animation e exibida pela TV Asahi, Cyborg 009 teve sua exibição original de 5 de Abril de 1968 até 27 de setembro do mesmo ano, totalizando 26 episódios. Essa versão foi exibida no Brasil na década de 70, pela nossa querida TV TUPI.

Em 1979 foi lançada a segunda parte do anime, ficou no ar de março de 1979 até março de 1980 pela TV Asahi. Foi coproduzida pelos estúdios Toei Animation e Sunrise (Nippon Sunrise) com direção de Ryosuke Takahasi. Totalizando 50 episódios. A segunda temporada de Cyborg 009 foi também a primeira versão que saiu do Japão e foi para o Ocidente, sendo exibida nos Estados Unidos pela KEMO-TV, e fazendo um enorme sucesso tanto na Itália como na Suécia. Após o termino da animação, a mesma ganhou um filme intitulado “Cyborg 009: Legend of the Super Vortex”, iniciando um período de hiato de novidades sobre a franquia, que só voltou a ser exibida em 2001 com um novíssimo anime para a TV.

Cyborg 009: The Cyborg Soldier chegou para apresentar a série para uma nova geração, e renovar a grandiosa franquia. Cyborg Soldier foi também foi uma animação coproduzida, mas dessa vez por outros dois estúdios, o Japan Vistec e o estúdio Avex Mode. Durante 2001 e 2002 teve sua exibição original pela TV Tokyo, e ao contrário da segunda temporada do anime de 79, a terceira veio para o Ocidente e foi exibida nos Estados Unidos e também no Brasil pela velha  Cartoon Network durante 2003 e 2004 no programa Toonami (SAUDADES), (momento em que creio que eu e também vocês que estão lendo, conheceram ou ao menos viram na TV de relance rsrs).

cy (2)

10 anos depois da terceira temporada do anime, a franquia voltou a lançar um filme, com o titulo de 009: Re-Cyborg com direção de Kenji Kamiyama e se passa em um período futuro da linha do tempo de Cyborg 009.

Para quem pensava que tinha acabado por ai, em outubro 2015 foi anunciado e lançado uma OVA (Original Video Animation) de Cyborg em um crossover com o anime Devilman, teve o nome não mais obvio de “Cyborg 009 Vs. Devilman”, criado pelo estúdio Bee Mídia em conjunto coma Actas e teve 3 episódios.

Vs Devil

Cyborg 009 Vs. Devilman

Por hoje é só pessoal, semana que vem voltamos com mais mangás para vocês!