Olá pessoal, estão todos bem? Bom, como eu disse à vocês em outras postagens do blog, mas especificamente na nossa série Mangás da Semana”, estávamos pensando em ampliar nossos horizonte, e irmos além dos animes e mangás originais da cultura japonesa. O Pacóvios trás para vocês a nova série, “Tokusatsu da semana”, que será dividido em diversas partes e temas, e falaremos sobre as franquias (Kamen Rider, Super Sentai, Metal Hero, Kyodai Heroes (Ultraman) e etc.). Pretendemos, de uma maneira legal e interativa, trazer informação e discutir sobre essas famosas séries de heróis japoneses.

E nessa primeira parte, dessa longa jornada, precisamos contar para aqueles que não estão familiarizados: o que é Tokusatsu?

Vamos à história que deverás é bem interessante!

Tokusatsu é a abreviatura da expressão japonesa “tokushu satsuei”, que significa “filme de efeitos especiais” sim, são eles mesmo! Quando surgiu a palavra para designar o gênero ele englobava qualquer produção cinematográficas ou televisiva que fosse produzida utilizando os famosos efeitos especiais (que muitas vezes são bem toscos, ou não rs.). Porém esse conceito mudou, e hoje em dia Tokusatsu se tornou qualquer produção de filme ou de séries em Live Action focada em super-heróis, onde nelas são utilizadas bastantes técnicas de efeitos especiais, como computação gráfica (atualmente), superpoderes, simulações de performances de artes marciais, mechas, etc. A claro, produzidas no Japão, sempre é bom lembrar!

A história dessas peculiares series tiveram inicio após o final da segunda guerra mundial em 1945, começou a surgir uma enorme expansão nacionalista nos Estados Unidos, e isso, consequentemente, aumentou a criação, produção e divulgação de heróis que exaltavam esse tal “ideal americano”, antes mesmo do inicio da guerra em 1939, foi criado o Superman (1938). E seguindo essa mesma base o Batman (1939), o Capitão América (1940) e a Mulher Maravilha (1941).

Arte Tokusatsus 1

Alguns especialistas dizem que, temendo que ocorresse uma invasão dos “heróis ocidentais” que traziam consigo o símbolo da “nação da liberdade” e exaltavam incansavelmente os EUA, os japoneses com receio de que isso se alastrasse por sua nação, resolveram também iniciar a produção dos seus próprios super-heróis. E dai surge alguns anos depois as primeiras produções de Tokusatsu!

A primeira produção do gênero foi o longa metragem do famoso mostro Godzilla um daikaiju (mostro gigante fictício) lançado em 1954 pela Toho Film Company. Em seguida no ano de 1958, a Toei Company, (famosa também por produzir animes e etc.) leva o tokusatsus para a televisão, com a produção do que é considerado o primeiro super-herói exclusivo da TV japonesa da história, o Gekko Kamen, ou o Máscara do Luar (confiram mais sobre Gekko nesse post exclusivo do blog Tatisatsu). Na década de 60, o tokusatsu começa a se transformar cada vez mais, principalmente pelas novas tecnologias que estavam surgindo na época, como a televisão em cores. Isso deu digamos que um “up” nas produções e aumentou consideravelmente o interesse das produtoras em se engajar na criação de novos e variados conceitos para essas séries. Tanto que em 1966, no auge da década de 60, O diretor (especializado em séries de efeitos especiais) Eiji Tsuburaya, cria a primeira vertente do tokusatsu o gênero Kyodai Heroes (heróis gigantes) com a série Ultraman. Ultraman revolucionou esse mercado de produções e desencadeou uma das maiores ondas produtivas da época, que chegaram com tudo na televisão japonesa na década de 70. E não demorou muito para que outros profissionais do ramo desenvolvessem ideias e criassem outros tipos de séries, na verdade não demorou nem um pouco rs. Em 1971 é apresentada a série de televisão Kamen Rider, criação do famoso mangaká Shotaro Ishinomori, criador de obras como Cyborg 009, e muitas outras (confira sobre Cyborg 009 no mangás da semana #7 aqui no Pacóvios). Como não seguia o conceito de heróis gigantes, Kamen Rider abriu um novo braço para as séries de tokusatsu, os “motoqueiros mascarados”. Vocês pensam que Ishinomori parou por ai? Claro que não! Em 1975 estreia a série Himitsu Sentai Goranger (Esquadrão Secreto Goranger), um nome bem grande em relação à Kamen Rider e Ultraman rs. Goranger abre uma das mais conhecidas vertentes do tokusatsu japonês, que é, os Super Sentais. Os Sentais foram adaptados aqui no ocidente pela empresa Saban dando vida a franquia Power Rangers.

Arta Tokusatsus 2

Arte Tokusatsus 3

Atualmente essas são as principais produtoras de Tokusatsus no Japão:

  • Toei Company: Uma gigante, considerada a maior produtora televisiva no Japão, é responsável por mais de 70% de toda a produção de tokusatsus, sendo a criadora das franquias Kamen Rider, Super Sentai e Metal Hero.
  • Tsuburaya Productions: Criado pelo filho de Eiji Tsuburaya (criador de Ultraman), produz as séries de Ultraman, que é considerado o segundo super-herói mais popular no Japão.
  • Toho Company Ltd: Responsável pelos filmes de Godzilla, e séries de Cybercops, Guyferd, e pela trilogia Chouseishin (Gransazer, Justirises e Sazer-X).
  • Takara Co., Ltd: No Começo era apenas uma produtora de brinquedos e outras variedades, e hoje possui um núcleo de produção focado especialmente em tokusatsus, responsáveis pelas séries Madan Senki Ryukendo (que passou na Rede Tv aqui no Brasil) e pela franquia Tomica Hero Series (Rescue e Rescue Force).

Arte Tokusatsus 4

Como foi dito durante o texto existem diversos braços que abrangem as séries de tokusatsu, e cada uma delas tem seus estilos e peculiaridades. Podemos dividi-las dessa forma:

  • Kamen Riders
  • Sentai ou Super Sentais
  • Metal Heroes
  • Kyodai Heroes
  • Ultraman
  • Henshin Heroes
  • Kaiju (Monstros Gigantes)

Estamos encerrando a primeira parte do nosso dossiê sobre Tokusatsus, serão três partes, e na continuação falaremos especificamente de cada um desses gêneros e as séries mais marcantes de cada um deles. É isso ai, espero que tenham gostado na iniciativa, até a próxima!