No início dos anos 2000 o programa humorístico Hermes e Renato era um sucesso imenso na MTV Brasil, foi nessa fase, durante o ano de 2002, que surgiu, pela primeira vez, na telinha, a banda Massacration, que em sua formação tinha ninguém mais, ninguém menos que Detonator, o filho do Deus Metal.

A técnica de voz de Detonator somado ao cuidado acima do normal nas produções musicais do quatro e refrão infame fizeram a banda conseguir um bom destaque e já conquistar os primeiros fãs ali mesmo. “Metal Massacre Attack” foi apresentada e reapresentada diversas vezes durante o ano. A partir desse momento de grande aceitação, a banda passa a fazer mais e mais aparições no programa Hermes e Renato.

Após dois anos de muito metal a Massacration fez o show de abertura da banda Sepultura, uns carinhas importantes aí do metal, Igor Cavalera foi convidado a fazer uma participação especial, e na ocasião o cara assumiu a bateria como um personagem mascarado “El Esqueleto”. Após toda essa exposição, a banda a diversos festivais de música como BMU em 2004, Planeta Atlântida, Abril Pro Rock e Porão do Rock em 2005.

Não demorou muito e o primeiro disco de estúdio apareceu, “Gates of Metal Fried Chicken of Death” foi lançado no ano de 2005 pela DeckDisc, o álbum traz os principais sucessos da banda até então e mais algumas canções inéditas. Com produção de João Gordo e participação especial de Sérgio Mallandro e Costinha o lançamento foi um sucesso, chegou a vender mais de 40 mil cópias. Foi desse clássico que saíram as também clássicas “Metal Is The Law” e “Evil Papagali”.

O segundo disco da banda “Good Blood Headbangers” estava previsto para ser lançado em 2007, no entanto acabou sendo adiado e só saiu em 2009, foi lançado pela EMI. No disco a banda alcança uma sonoridade mais pesado que no primeiro lançamento, muito por cortesia da produção que ficou a cargo de Roy Z, o cara já havia trabalhado com grandes nomes como Bruce Dickinson, Judas Priest, Helloween, Guns N’ Roses e Sebastian Bach, por exemplo.

Após 10 anos de banda, em 2012, o vocalista Detonator, deixou a banda alegando “Estar cansado de uma banda só de macho”, fora do Massacration montou a banda Detonator e As Musas do Metal, onde se apresenta, sempre, com mulheres tocando todos os instrumentos da banda. Em abril deste ano, 2016, a banda fez uma reunião para gravação de um comercial, muitos fãs acreditam que isto ainda irá originar o retorno da banda, agora sem Blonde Hammet (falecido).

Curiosidade: Existe uma versão fictícia para a biografia da banda. Trata-se de um documentário fictício que faz alusão a fama, sucesso e glória da banda Massacration. Conta desde o início, como uma banda de garagem nos meados de 1979, até o sucesso mundial e lançamento das primeiras canções.

Assista ao documentário Rockstoria – Massacration: