Formada oficialmente em 2012, a banda Semivelhos retorna agora depois de uma pausa de dois anos, esse novo trabalho contou com a produção do baixista Egon Costa, a gravação aconteceu nos estúdios Porto do Som e Mofinho Recordes, em Juazeiro e Salvador, na Bahia. O álbum conta com 10 faixas que falam sobre temas mais sérios, quando comparados aos trabalhos anteriores da banda.

“Como um todo o álbum representa para nós a última chance, como o próprio nome ‘Antes do Fim’ já diz. Nele colocamos todo o empenho de quem tem a última chance para poder fazer a carreira dar certo, ao mesmo tempo que evoluímos ao ponto de podermos dar o máximo”, comenta a própria banda, que é formada por André Maturano (guitarra), Pedro França (voz e guitarra), Mamede Musser (bateria) e Egon Costa (baixo).

Sendo “Antes do Fim” uma última chance de tentar dar certo, a banda sobe ao palco também com um forte sentimento de que aquela pode ser sua última apresentação, isso faz com que cada show tem uma vibe intensa e única.

Capa de "Antes do Fim" - Semivelhos

Capa de “Antes do Fim” por: Luca Bori

O disco carrega algumas participações especiais também, Luca Bori (Vivendo do Ócio) presenteou os rapazes com a faixa “Calor”, além de compor ele aparece como participação especial ao lado de outros convidados, como Felipe Wanderley, Davi Melo, Mario Camelo (Fresno) e Iago Guimarães, eles auxiliam na criação de um trabalho bastante sincero.

Com personalidade bem definida, o rock alternativo bem trabalhado da banda Semivelhos agora fala sobre vida, autoconhecimento, frustração, racismo e morte sem parecer clichê, religioso ou uma bronca de alguém mais velho. O que rola aqui é uma transmissão de vivacidade, quem ouve “Antes do Fim” é, de alguma forma, tocado por suas letras, acordes e uma aura que cai sobre o álbum.

Ouça “Antes do Fim” – Semivelhos: