Quinteto Grená é destaque no Sexta Efervescente com seu primeiro EP, ouça “Azul”.

Dias vão e vem, as horas passam e tudo muda. Uma coisa se mantém sempre igual, a nossa vontade de ver a carinha fofa que só a sexta-feira tem, né? A forma de desfrutar deste dia tão esperado também se altera, de acordo com o nosso humor, podemos estar propícios a curtir uma festa com muitos amigos ou, uma opção mais adulta, ir para casa depois de trabalhar igual um sabe lá o quê, ficar no quarto curtindo um hobbie, lendo e escutando músicas intimistas. Pensando mais nessa segunda opção, o Sexta Efervescente de hoje te apresenta a banda Grená.

A banda é formada por Uirá Ozzetti (violão, guitarra e vocal), Rodrigo Lavorato (baixo e vocal), Dau Morelli (teclado e efeitos), Thiago Boekeme (violão, guitarra e vocais) e Leandro Amorim (bateria e percussão). Juntos, eles lançaram há um ano o EP “Azul”. Fui assistir ao show deles no último Contramão Gig (20/09), tenho que assumir que ao vivo os rapazes não empolgaram muita gente, muito embora estivessem reservados ao extremo no palco, a coisa foi melhorando com o decorrer da apresentação, que durou cerca de uma hora.

Já no trabalho de estúdio a Grená contagia seu ouvinte com facilidade, tudo começa a chamar a atenção quando se ouve “Azul” sem muita gente por perto,é tudo uma questão de criar um momento para a música poder florescer. A sonoridade é uma mistura de referências, que vão do baião para a MPB e carrega pitadas de rock, já as delicadas letras, certamente devem ser frutos de corações apaixonados e sensíveis.

Grená prevê lançar seu primeiro disco no começo de 2018, se for levar em conta as músicas apresentadas ao vivo + uma bela doze de amadurecimento em estúdio, o trabalho tem tudo para ser uma obra encantadora.

Ouça: “Azul”