Hoje o mineiro Pedro Rizzi é destaque no Sexta Efervescente, confira seu primeiro EP “Travessia”.

O post mais gostoso de ler e escrever está no ar mais uma vez, como de costume o Sexta Efervescente chega em meio ao caos da semana, pra dizer que a vida ainda vale a pena, pois ainda temos música, amores, prazeres e a felicidade relativa que cometa apenas a individualidade de cada um de nós. Hoje vamos falar sobre o músico Pedro Rizzi.

Rizzi é mineiro, de Itajubá e vive em São Paulo desde a infância. Talvez você já o conheça, pois ele é guitarrista, vocalista e compositor da banda “Sobre amor e outras coisas”. Pedro estreou há poucos dias seu projeto solo, o EP “Travessia”. Álbum com 5 faixas, todas compostas de 2011 até agora, tem os pés fincados no Folk, mas consegue flertar com o MPB e também o indie folk.

Como o próprio nome do EP já entrega, a temática do trabalho é permeada por travessias, as mudanças que acontecem em nossas vida, os amores que vem e vão como passe de mágica, as amizades, as saudades, os trabalhos, momentos incríveis que ficarão guardados, pois foram travessias para o agora, e, no fim das contas, o que importa é sempre o agora.

Pedro Rizzi cita influencia de Nick Drake, Radiohead e Beck na vida e concepção dessa obra. Ouvindo você pode se tele transportar para um local seguro, calmo e gostoso de imaginar a vida e suas divisões, passado, presente e futuro. Eu diria que o trabalho ainda tem uma gotinha de Coldplay, talvez na parada pop e também na questão de imaginar e atuar no videoclipe. Vale a pena conhecer.

Ouça: Pedro Rizzi – “Travessia”